DumDum Tabard

Factos sobre as doenças transmitidas pelos mosquitos (parte 2)

Febre de Chikungunya

A febre de Chikungunya é uma doença infecciosa tropical associada a febre, dor debilitante nas articulações, calafrios e outros sintomas semelhantes aos da gripe. O vírus desta doença é transmitido por vetores como mosquitos diurnos das espécies Aedes aegypti ou Aedes albopictus.

Após serem infectados, os primeiros sintomas aparecem dentro de três a sete dias. Em geral, após uma semana a maioria dos sintomas desaparecem, mas a dor nas articulações pode durar meses. Em alguns casos, pode resultar em problemas oculares, inflamação do coração, fígado, cérebro, rins ou até morte.

A febre de Chikunganya ocorre em países africanos e asiáticos, bem como no subcontinente indiano. No entanto, os mosquitos vetores de vírus também se espalharam na América e na Europa nas últimas décadas. Como resultado, em 2007, houve um surto local de febre de Chikunganya no nordeste de Itália pela primeira vez. Outros casos foram relatados em França e na Croácia. Como não existe uma vacina específica para os humanos, é importante aumentar a consciencialização sobre o risco de doenças transmitidas por mosquitos e como se pode proteger contra as suas picadas.

Febre do Nilo Ocidental

A febre do Nilo Ocidental (FNO) é uma doença semelhante à da gripe que ocorre em muitos países da África, Europa, América do Norte e Ásia Ocidental, bem como no Oriente próximo. Nos últimos anos, o número de casos notificados na Europa tem aumentado.

Os sintomas incluem náusea, vómito, erupção cutânea, febre, dor de cabeça, fadiga e inchaço das glândulas linfáticas. Um desenvolvimento grave da doença (por exemplo, encefalite do Nilo Ocidental ou meningite) pode levar a dores de cabeça, rigidez do pescoço, febre alta, desorientação, tremores e fraqueza nos músculos ou até paralisia. O vírus pode ainda causar uma doença neurológica que resulta em morte.

A FNO é transmitidA por mosquitos da espécie Culex. O vírus infecta maioritariamente pássaros, mas se os mosquitos se alimentarem do sangue de um pássaro infectado, podem transmiti-lo aos humanos. Como não existe uma vacina específica para os humanos, é importante aumentar a consciencialização sobre o risco de doenças transmitidas por mosquitos e como se pode proteger contra as suas picadas.

Febre do Zika

A febre do zika é uma doença infecciosa viral que pode ser transmitida por mosquitos do Aedes aegypti e Aedes albopictus. Os sintomas incluem febre, fadiga, dor de cabeça, dores nas articulações e nos músculos, além de erupção cutânea e conjuntivite. Mas a febre do zika é geralmente leve e a maioria dos sintomas passa após quatro a sete dias. Como, geralmente, o desenvolvimento da doença é leve, muitos pacientes não percebem que foram infectados pelo vírus Zika e, por sua vez, continuam a espalhá-lo a outras pessoas. O Zika pode mesmo ser transmitido de uma mulher grávida para o seu feto, o que pode causar certos defeitos à nascença.

Desde 2007, houve vários surtos em países da região do Pacífico, África e Sudeste Asiático. Em 2015, o Brasil e outros países também sofreram surtos. Como não existe uma vacina específica para os humanos, é importante aumentar a consciencialização sobre o risco de doenças transmitidas por mosquitos e como se pode proteger contra as suas picadas.